tambores-de-angola

 

Av. Paulista, hora do rush. Com a cabeça a rodopiar, Erasmino sente lhe faltar o chão ao sair do trabalho. Avança sobre bebidas e mulheres, agravando a insônia e a tonteira; passa a ouvir vozes e grunhidos. Trata-se de um caso de obsessão. Em busca da cura, visita uma tenda de umbanda, onde o medo e o preconceito o paralisam. Ao entender que umbanda é lei de caridade, aprende a respeitar pretos-velhos e caboclos. Porém, é no trabalho espírita que se restabelece, pois nunca apreciou defumações, velas e gongás. Será? Conheça a origem histórica e as diferenças entre umbanda e espiritismo, vistas com profundo respeito.