foi adicionado com sucesso ao seu carrinho.

Como a união das pessoas pode causar impacto na sociedade

Publicado por 4 de agosto de 2016 Opinião Um Comentário

Vale a pena compartilhar boas iniciativas!

Me deparei com a notícia abaixo e não pude deixar de postar. Ela ilustra bem o mesmo principio que adotamos na campanha, Gotas no Oceano, e que está disponível através do site www.robsonpinheiro.com.br/gotas objetivando a construção de um mundo melhor.

Leia a matéria e veja na prática o poder transformador que vem da união de pequenos esforços para gerar grandes resultados!!

 

Em mutirão, moradores do RJ constroem com R$ 5.000 ponte orçada em R$ 270 mil

Reportagem de Maria Luiza de Melo
Fonte UOL – em 14/06/2016

14jun2016
A estimativa é de que a obra tenha custado R$ 5.000. A prefeitura da cidade havia orçado a ponte em R$ 270 mil

Após esperar por duas décadas que a Prefeitura de Barra Mansa (RJ) construísse uma ponte ligando os bairros de Nova Esperança e São Luiz, moradores da região se mobilizaram e conseguiram resolver o problema em um mês.

Em regime de mutirão, reuniram mais de cem pessoas para construir a ponte de 24 metros, com concreto e ferro, que ficou pronta no último dia 4. O grupo também ficou responsável por arrecadar todo o material usado na construção. A estimativa dos moradores é de que a obra tenha custado R$ 5.000. A prefeitura da cidade informou que havia orçado a ponte em R$ 270 mil.

A iniciativa partiu das donas de casa Juracy da Conceição e Manoelina dos Santos. Elas contam que só de um lado da ponte há posto de saúde para atendimento médico e retirada de remédios. E, sem a obra, era necessário dar uma volta de quase dois quilômetros para chegar de um bairro a outro.

“Eu moro neste bairro há 49 anos. Sempre tivemos que improvisar com pedaços de madeira para atravessar o riacho. O problema é que ficava muito frágil e perigoso”, lembra Manoelina, 72. “Quando a chuva vinha, destruía tudo, porque o nível da água subia muito. Não dava nem para visitar os amigos ou ir à igreja, que também fica do outro lado.”

O filho de Manoelina, Adalto José Soares, 52, foi um dos que ajudou na construção. “Quem tinha dinheiro ajudou com dinheiro. Quem não tinha ajudou com mão de obra. A gente brinca por aqui que foi a obra do cadinho”, brinca o comerciante. “Cadinho de um, cadinho de outro. Arregaçamos as mangas, porque se tivéssemos esperando pela prefeitura estaríamos sem a ponte até agora.”

Demorou um mês para que a ponte, de três pilares, ficasse completamente pronta porque o trabalho dos moradores acontecia apenas aos sábados e domingos. Ou seja, foram necessários na realidade oito dias de trabalho para que a ponte fosse construída.

“Fizemos a ponte com três pilares, com três metros de profundidade cada um. É toda de concreto e ferro, bem segura. Desde 2014, a prefeitura só nos dizia que não tinha como fazer a obra, porque não tinha verba, faltava dinheiro, o país estava em crise”, afirma Soares. “E nós conseguimos deixar tudo pronto em apenas um mês. Brincadeira, né?”


Para saber mais sobre a campanha Gotas no Oceano e como você também pode ajudar somando esforços, acesse www.robsonpinheiro.com.br/gotas e venha fazer a diferença!!

http://www.robsonpinheiro.com.br/gotas/

Um comentário

Deixe uma resposta